Public Release: 

Pesquisadores da Mayo Clinic identificam um possível novo tratamento para doenças hepáticas

Mayo Clinic

ROCHESTER, Minnesota. -- De acordo com os pesquisadores da May Clinic, a terapia medicamentosa pode tratar eficazmente uma condição de doença potencialmente letal associada à cirrose e outras doenças hepáticas crônicas. Esse estudo foi publicado em março no jornal on-line Gastroenterology da Associação Americana de Gastroenterologia. A impressão da publicação está programada para julho.

Algumas terapias estão disponíveis para tratar algumas formas de doença hepática, incluindo hepatite C e hepatite autoimune, mas as opções têm sido limitadas para o tratamento de hipertensão portal, uma condição que é um aumento de pressão na veia porta que transporta sangue de órgãos abdominais para o fígado. A hipertensão portal está associada à cirrose e outras doenças hepáticas crônicas.

De acordo com o estudo, o fármaco Sivelestat pode efetivamente diminuir a hipertensão portal, melhorando os sintomas e resultados para esses pacientes. Os resultados foram obtidos a partir de estudos em modelos de camundongos, mas também foram confirmados em amostras de fígados de humanos, de acordo com Dr. Vijay Shah, gastroenterologista e autor sênior da Mayo Clinic.

"Essa foi uma confirmação empolgante de nossas descobertas e sua aplicabilidade à doença humana", disse Dr. Shah. "O fármaco Sivelestat tem sido usado com segurança em humanos com lesão pulmonar aguda e displasia broncopulmonar. Isso sugere que o Sivelestat e fármacos similares constituem um meio potencial para diminuir a hipertensão portal em pacientes com doença hepática crónica".

O estudo da Mayo mostrou que depósitos de fibrina - coágulos sanguíneos microvasculares - contribuíram para a hipertensão portal, ao passo que as células inflamatórias conhecidas como neutrófilos contribuíram para a formação de fibrina. Ao inibir a função neutrofílica com Sivelestat, houve diminuição da hipertensão portal.

"Neutrófilos não tinham sido previamente identificados como importantes impulsionadores da hipertensão portal", disse a Dra. Moira Hilscher, a primeira autora do estudo. Os resultados foram verificados em dois modelos diferentes de doença hepática crónica.

"O estudo abre caminho para o desenvolvimento de novos medicamentos e a adaptação de compostos existentes para combater a inflamação no fígado causada por forças mecânicas relacionadas à doença", disse a Dra. Hilscher. E concluiu que "dada a crescente prevalência de doença hepática avançada devido ao álcool e à obesidade, essa é claramente uma necessidade ainda não atendida".

Essa pesquisa foi baseada em parte por uma concessão do National Institutes of Health. Os autores não reportaram nenhum conflito de interesses.

###

Sobre a Mayo Clinic

A Mayo Clinic é uma organização sem fins lucrativos comprometida com a prática clínica, a formação e a pesquisa, que presta cuidados especializados e abrangentes a todos que buscam a cura. Saiba mais sobre a Mayo Clinic. Visite a página Mayo Clinic News Network.

Contato de imprensa:

Sharon Theimer, Relações públicas da Mayo Clinic, 507-284-5005, e-mail: newsbureau@mayo.edu

Disclaimer: AAAS and EurekAlert! are not responsible for the accuracy of news releases posted to EurekAlert! by contributing institutions or for the use of any information through the EurekAlert system.